Mãe Biela. Você já ouviu falar?

Cianorte já ostentou o título de cidade com a maior erosão urbana do Brasil e os registros do combate a esse título nada gratificante são desde 1960, conforme o livro História de Cianorte, de Wagner Luiz Marques.  Segundo o mesmo, coube ao  primeiro prefeito de Cianorte, Wilson Ferreira Varella, o início da árdua tarefa, que se estendeu aos pelos demais gestores ao longo de 40 anos. Mas e o que a Mãe Biela tem a ver com isso? Acontece que nas proximidades morava uma Mãe de Santo com esse nome. A erosão avançou sob sua casa e os pilares ficaram expostos, sob risco de cair na gigante cratera. A voçoroca foi controlada, dando lugar ao que hoje é conhecido como Parque do Manduy. Mãe Biela não está mais nesse plano, mas seu nome continua nos livros de história, na memória popular e até mesmo denominando uma banda musical.

“Esta fotografia foi tirada em 1970, por mim mesmo, com uma câmara KODAK RIO 400, filme 127. O local é a erosão da Mãe Biela. Esta voçoroca foi considerada a maior erosão urbana do Brasil. Atualmente, encontra-se praticamente dominada. Foi entulhada com material de construção e mais um monte de lixo.”(Eleuterio Langowski)

 

Sobre Aida 39 Artigos
Jornalista, com graduação e especialização em Patrimônio Histórico pela UEPG; Guia Especializada pela Embratur; mestre e doutora em Comunicação e Semiótica pela PUC - SP e Técnica em Vestuário pelo CEEP CNE. Experiência em Ensino Superior, assessorias à ONGs, associações de classe e jornal diário. Voluntária em entidades ambientalistas.
error: Conteúdo Protegido