Jardim residencial de Cianorte ganha malha viária em miniatura

(Texto e fotos: Aida Franco)

A pista é bem conservada. A sinalização está por toda  parte, seja nas placas que indicam a velocidade máxima, nos pontos que informam as curvas acentuadas que exigem mais atenção dos motoristas, como também nas faixas junto ao asfalto, alertando para a passagem de pedestres,  preferencial, lombada e faixa e elevada . Há área de escape e arborização adequada. A obra em questão não é o projeto da PR 323 pelo qual tanto sonham os usuários e muito menos de uma empreiteira conhecida. Ela é de responsabilidade do morador de Cianorte (PR) Sílvio Oliveira e, na verdade, trata-se do jardim de sua  residência!

No jardim, uma pista que interage com a vegetação e a galeria pluvial. (Foto – Aida Franco)
A vegetação conservada proporciona bem estar aos usuários e a brita no canteiro demonstra que a pista, apesar de bem conservada, está em manutenção. (Foto – Aida Franco)
Sinalização indica viaduto à frente. (Foto – Aida Franco)

Quem passa em um dos trechos da Avenida Mato Grosso em Cianorte não imagina que por detrás de um dos muros das inúmeras residências há um jardim que poderia ser exemplo para o Detran de todo o Brasil. Nele, há uma miniatura das principais vias que compõem o trânsito urbano, com direito a placas de sinalização, viaduto, arborização, os famosos balões (se não sabe o que é, clique aqui) e até pista sendo recapeada.  Com cimento, cal, água e areia, ele misturou muita criatividade.  Juntou materiais descartáveis como pedaços de plásticos e tinta, para as demarcações que equivalem a uma aula de trânsito e cidadania.

Velocidade limite de 40 km, com lombada para assegurar segurança aos pedestres e demais motoristas que virão no cruzamento. (Foto – Aida Franco)

A ideia de acoplar ao jardim de casa uma pista urbana foi uma maneira de presentear os sobrinhos de três e cinco anos de idade que é, claro, amaram a ideia do super tio. “Quando eu era criança a gente brincava com os carrinhos na terra, construindo pistas nos chão. Então eu tive a ideia de fazer isso aqui para os meus sobrinhos”, conta Sílvio Pereira.

Brilhantinas proporcionam uma via livre do calor do asfalto. (Foto – Aida Franco)

Muito modesto Sílvio conta que construiu a pista aos poucos, nas horas vagas. Mal sabe ele que o presente que proporcionou ao sobrinho é uma brincadeira que vai influenciar positivamente em toda a vida das crianças, seja como pedestre ou conduzindo um veículo. Sílvio está proporcionando uma forma lúdica de aprendizado, pois enquanto as crianças manobram os carrinhos de controle remoto ou qualquer outro tipo de veículo elas estão incorporando conceitos de cidadania no trânsito.

A vegetação é completamente integrada aos contornos da pista. (Foto – Aida Franco)

A reportagem de O Sinaleiro foi conhecer de perto a pista em miniatura que é uma verdadeira obra de engenharia.  A malha viária obedece aos critérios que, infelizmente, a maior parte das estradas brasileiras está a dever ao cidadão.  A sinalização nos trechos com curvas acentuadas lembram o motorista que é necessário tirar o pé do acelerador e aumentar o cuidado.

O traçado da pista vai além do jardim e contorna a residência também. (Foto = Aida Franco)

 

As canaletas asseguram a boa drenagem da pista nos dias chuvosos. (Foto = Aida Franco)

 

O criador e parte da criatura, pois a pista contorna uma boa parte da residência. (Foto = Aida Franco)

O presente de Sílvio a seus sobrinhos merece ser reproduzido em ambientes frequentados por crianças das mais variadas idades. Seja no quintal de casa, na calçada do bairro, no condomínio do prédio ou nas escolas. Deveríamos trocar a direção defensiva, por aquela que inspira-se no respeito mútuo no trânsito entre pedestres e motoristas.

 

Sobre Aida 39 Artigos
Jornalista, com graduação e especialização em Patrimônio Histórico pela UEPG; Guia Especializada pela Embratur; mestre e doutora em Comunicação e Semiótica pela PUC - SP e Técnica em Vestuário pelo CEEP CNE. Experiência em Ensino Superior, assessorias à ONGs, associações de classe e jornal diário. Voluntária em entidades ambientalistas.
error: Conteúdo Protegido