A matriz, em concreto e madeira

A matriz, em fase de construção (Foto = Eleuterio Langowski)
“No final dos anos 70, eu ganhei uma máquina fotográfica KODAK RIO 400, e com um filme 127 a cores, tirei algumas fotografias. Não era como hoje, com as máquinas digitais e celulares. O filme colorido e a revelação era muito caro para sair por aí tirando fotografias, além do que nossas finanças não eram lá essas coisas. Um certo domingo de manhã, tirei essa foto da nossa Igreja Matriz, ainda não concluída. Sua fachada estava revestida de tábuas e as portas eram grosseiras como portões. A estrutura ainda estava com concreto aparente que depois foi revestido com pastilhas de cerâmica de cor azul clara, como o céu ou como o manto da Nossa Senhora de Fátima. A cor atual não é a cor original. Aliás, essa igreja merecia um trabalho de restauração, pois depois de 50 anos já aparenta sinais de desgastes causados pelo tempo.” (Eleuterio Langowski) 
error: Conteúdo Protegido